Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 milhões de brasileiros ainda não receberam 1ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600


Terça-feira, 28 de abril de 2020

Desse total, 11,2 milhões de cidadãos foram considerados elegíveis, mas seguem sem receber a ajuda. O restante está em análise.

Quarenta e um dias após o governo anunciar a proposta, pelo menos 11,2 milhões de brasileiros ainda não receberam a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, apesar de já estarem autorizados a ganhar o benefício. O número equivale a 22% do total considerado elegível. O pagamento deve ser feito nos próximos dias. Além disso, outros 18,8 milhões de informais aguardam a análise da Dataprev ou precisam revisar os dados apresentados no aplicativo.

Hoje, portanto, há 30 milhões de brasileiros à espera da primeira ajuda para enfrentar esse momento, contrariando o sentido de urgência do benefício. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nessa segunda-feira (27/04), contudo, que poucos brasileiros ainda não receberam o auxílio emergencial.

“Faltam poucas pessoas para serem pagas”, disse o chefe do Executivo, ao se posicionar contra a ampliação do benefício de R$ 600. O projeto que estende o auxílio a outras categorias foi aprovado no Senado, mas precisa de sanção presidencial para começar a valer.

O governo anunciou o projeto no dia 18 de março em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus. Desde então, as críticas se intensificaram por causa da demora para fazer o benefício chegar às pessoas mais necessitadas.

Pagamento

A Caixa Econômica Federal efetuou, até a noite dessa segunda-feira (27/04), o pagamento do auxílio emergencial para 39,1 milhões de pessoas.

Esse grupo inclui tanto os beneficiados inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) quanto os trabalhadores informais e MEIs que fizeram o cadastro no site ou aplicativo da Caixa.

A Dataprev, contudo, considerou aptos os CPFs de mais de 50,3 milhões de pessoas. Assim, 11,2 milhões estão aptos para receber, mas aguardam o pagamento.


Metrópoles
Foto reprodução internet  

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários: