Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRE diz que mais de 15 mil eleitores da Paraíba não regularizaram título

Sexta feira, 10 de maio de 2019

Dados do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) apontam que 15.715 paraibanos deverão ter o título de eleitor cancelado por não votar e não justificar ausência nas três últimas eleições. O prazo para regularização foi encerrado na segunda-feira (6), mas apenas 721 pessoas procuraram a Justiça Eleitoral para quitar suas pendências. O TRE-PB informa que os títulos serão cancelados entre os dias 17 e 20 de maio.

Ao Portal MaisPB, o secretário de Tecnologia de Informação do TRE-PB, Cassimiro Júnior, afirmou que não há mais como reverter o cancelamento. Os eleitores têm até maio de 2020 para refazer o documento e caso não o façam, devem aguardar novamente até o término das próximas eleições, que acontecem em outubro do próximo ano.

Ainda de acordo com Cassimiro, o eleitor deve procurar o cartório do município em que deseja votar nas próximas eleições. “Se seu título era de Cajazeiras, mas foi cancelado e agora você quer votar em João Pessoa, deve reativá-lo já na capital”, explica o secretário, que ressalta que a multa também precisa ser paga para recuperar o direito ao sufrágio. A multa custa em média R$ 3,50.

Até regularizar a situação, os eleitores ficam impossibilitados de obter passaporte ou carteira de identidade e também não podem receber salário de emprego público ou de alguma fundação governamental. A punição ainda impede que os eleitores participem de concursos públicos, realizem empréstimos nas autarquias e renovem matrícula em instituições governamentais.

Cidades com maior número de faltosos

João Pessoa (6.216) e Campina Grande (2.247) foram os municípios com o maior número de eleitores passíveis de cancelamento, mas somente 310 e 97, respectivamente, regularizaram sua situação. Em contrapartida, o único eleitor passível de cancelamento em Tacima regularizou sua situação, correspondendo a 100% de “aproveitamento”. Em segundo foi Coxixola, onde três dos nove eleitores normalizaram os seus documentos, uma taxa de 33%.

Dos 223 municípios na Paraíba, eleitores de 86 deles não apresentavam irregularidades.


Mais PB
Fotos reprodução Mais PB

    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário