Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

População da PB fica sem combustível e gás de cozinha após protestos


Quarta feira, 23 de maio de 2018

A população de todas as regiões do Estado segue sofrendo as consequências do protesto de caminhoneiros nas rodovias federais que cortam a Paraíba e no Porto de Cabedelo. Em pelo menos 80% dos postos não há mais estoque de gasolina.

Em Serra Branca, no Cariri, já está sendo registrada a falta de gás de cozinha, já que os caminhões que transportam o produto não estão conseguindo trafegar. Distribuidoras de alimentos também enfrentam problemas para entregar alimentos.

A Polícia Rodoviária Federal informou que até o início da noite desta quarta-feira (23) nove pontos de rodovias federais que cortam o estado haviam sido bloqueados. Na BR-230 foram registrados três bloqueios em Campina Grande e os demais em João Pessoa, Soledade, Bayeux, Sousa, Monteiro e Boa Vista.

Em João Pessoa, os protestos interditaram o trânsito em várias regiões da cidade. Na Avenida Epitácio Pessoa, os índios retomaram as manifestações. Já no bairro do Valentina, motoristas de alternativos e motoboys fecharam a avenida que liga o bairro a Mangabeira e atearam fogo em pneus.

Por volta das 15h, motoristas de aplicativos de transportes privados interditaram a avenida Sérgio Guerra, principal dos Bancários, nos dois sentidos. Há bloqueio também na BR-230, nas imediações do Unipê. Todas as alças do Viaduto do Cristo foram bloqueadas.

De acordo com a Semob, outra manifestação bloqueou o Acesso Oeste. Pneus foram colocados na pista e queimados no local. O trânsito também foi bloqueado no Retão de Manaíra, sentido praia, ao lado do Manaíra Shopping.

Manifestantes também fecharam o terminal de ônibus do conjunto Cidade Verde, em Mangabeira, o que impediu que as linhas 5209, 2509, 302, 5603 circulassem. Cerca de 13 ônibus estão parados no terminal.

Este é o segundo dia do protesto indígena. Na segunda-feira, a Epitácio também foi fechada por eles. A manifestação é para que um indígena eleito assuma uma coordenação na Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

No Valentina, os motoristas de alternativos aderiram a greve dos caminhoneiros para a redução no preço dos combustíveis. A via está completamente fechada e não há previsão de fim de protesto.

Os motoristas de caminhão fecharam totalmente a rotatória do Caic, na Avenida Hilton Souto Maior, próximo ao viaduto de Mangabeira. Imagens da Secretaria de Mobilidade Urbana mostram duas carretas paradas no local. Pneus também foram queimados na pista.


Mais PB
Foto reprodução Mais PB

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 8105 2934


    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário