Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ex-ministro Joaquim Barbosa anuncia que não irá disputar presidência da República


Terça feira, 08 de maio de 2018

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ministro aposentado do tribunal Joaquim Barbosa anunciou nesta terça-feira (8) que não irá se candidatar à Presidência nas eleições de outubro.

O ex-magistrado comunicou sua decisão no Twitter, que justificou como "estritamente pessoal".

"Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal", escreveu em sua conta na rede social, que tem 575.000 seguidores.

Apesar da falta de experiência política, as chances de Joaquim Barbosa, de 63 anos, eram consideradas como fortes nas eleições mais abertas dos últimos anos no país.

Seu anúncio não tardou a se tornar um dos assuntos mais comentados esta manhã no Twitter brasileiro.

"É uma perda. Precisamos de novos líderes (...), é um homem preparado", reagiu o pré-candidato do PSDB Geraldo Alckmin, durante um painel realizado em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Joaquim Benedito Barbosa Gomes se tornou o primeiro negro a chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 2003 e, em seguida, o primeiro a presidir esse órgão em 2012, dois anos antes de se aposentar com a reputação de dedicado combatente anticorrupção.

Este perfil lhe deu credibilidade junto ao eleitorado, em um momento em que grande parte da classe política brasileira é salpicada pelo enorme escândalo da Lava Jato.

Joaquim Barbosa se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), no início de abril, quando o prazo de adesão partidária para os aspirantes a candidato estava se esgotando.

Até agora, seus resultados nas pesquisas de opinião eram surpreendentemente fortes, apesar de não ter feito nenhum evento de campanha.

Alckmin, que teve alguns problemas em fazer sua campanha decolar e é investigado por corrupção, considerou nesta terça que "não tem solução se o Brasil não crescer" e que "temos que ter coragem de fazer reformas e mudanças".

O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, também presente no evento em Niterói, que contou com outros pré-candidatos à eleição de outubro, declarou que "o Brasil precisa mudar".

Ele expressou sua frustração com a decisão do PT de insistir na candidatura de Lula, que cumpre uma pena de 12 anos e um mês de prisão em Curitiba. "Chega de intrigas", afirmou.


Jornal do Brasil
Foto reprodução internet

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 8105 2934


    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário