Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deputado do PT defende união da esquerda e questiona Azevêdo: 'Os golpistas são confiáveis agora?'



Domingo, 06 de maio de 2018

O deputado estadual Anísio Maia (PT), neste domingo (06), enviou uma nota à imprensa afirmando que os partidos de esquerda devem se unir nas eleições de outubro próximo. O petista ainda reafirmou seu apoio ao pré-candidato João Azevêdo (PSB), indicado pelo governador Ricardo Coutinho, mas enviou um recado para os socialistas: "aliados circunstanciais podem nos levar a novas derrotas".

Confira texto na íntegra. 

O deputado estadual Anísio Maia defende a construção de uma frente de democrática na Paraíba para as eleições deste ano. Para ele, não há motivos para as forças de esquerda seguirem caminhos separados: "Estivemos juntos nas eleições de 2014, estivemos juntos contra o golpe em 2016, estamos juntos deste então contra as ações do governo Temer e juntos na defesa do presidente Lula. Por que vamos nos dividir agora?"

Anísio Maia acredita que a atual conjuntura política nacional terá grande impacto nos estados e que a forte polarização ideológica não deixará espaços para meios-termos: "Aqui na Paraíba quem busca o poder pelo poder é a oposição. Nós temos que nos pautar por ideias. Unir as forças populares e democráticas é o melhor caminho para futuras vitórias. Aliados circunstanciais podem nos levar novas a derrotas", afirmou.

Para o parlamentar, a força política do presidente Lula faz com que muitos políticos e partidos golpistas no Nordeste procurem atenuar suas posições e buscar aproximação com forças mais à esquerda. "O que serve para Temer não serve para o povo. Será que estes golpistas ficaram confiáveis agora? Particularmente não acredito que nossos verdadeiros adversários terão mais valor que os aliados ideológicos na construção das coligações". E acrescentou: "As forças de esquerda serão vitoriosas em todo Nordeste e na Paraíba não será diferente".

Neste sentido o petista avaliou as eleições na Paraíba: "João Azevedo não deve cometer os mesmos erros que Dilma, que pagou muito caro pelas alianças que fez. Conseguiu fazer uma maioria que trabalhou contra seu governo e a golpeou. O momento é de unidade e a luta pelo poder não pode dividir a frente democrática. Água e óleo não se misturam, quem conseguir misturar ficará sem água para beber e sem óleo para usar", concluiu.

Paraíba
Foto reprodução Paraíba

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 8105 2934


    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário