Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acusada de fraudar concursos quadrilha atuava em todo o Nordeste e era formada por três núcleos


O delegado Lucas Sá, responsável pela investigações da “Operação Gabarito”, que investiga fraudes em concurso público explicou que a quadrilha é formada por três núcleos que atuavam em vários Estados do Nordeste. De acordo com o delegado, o núcleo 1 estava localizado na Paraíba e no Rio Grande do Norte, o núcleo 2 Alagoas e Pernambuco e o Núcleo 3 ficava localizado Maranhão, Piaui e outros Estados.

A Operação Gabarito investiga a atuação de uma quadrilha que fraudava concursos públicos em várias cidades. Os candidatos interessados na fraude pagavam valores equivalentes a dez vezes o salário que iriam receber, no cargo para o qual estavam concorrendo. Com isso, cada candidato recebia o gabarito da prova, passado por meio de ponto eletrônico, no dia da avaliação, além de diplomas e outros títulos que fossem necessários para assumir o cargo.

A organização criminosa estava sendo investigada pela DDF há aproximadamente três meses, período no qual se confirmou que os suspeitos atuaram por pelo menos uma década, conseguindo “aprovar” servidores em instituições municipais, estaduais e federais. Confirme a investigação da Polícia Civil paraibana, mais de 400 pessoas foram beneficiadas pelo esquema fraudulento e mais de R$ 12 milhões obtidos pela quadrilha.

De acordo com o delegado titular da especializada, Lucas Sá, entre os concursos investigados estão: Guarda Municipal (João Pessoa, Bayeux, Cabedelo), Prefeituras Municipais (João pessoa, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo, Conde, Alhandra e outras cidades do interior da Paraíba), Câmara Municipal de João Pessoa, Corpo De Bombeiros da Paraíba, Polícia Militar da Paraíba e diversos outros concursos, a nível municipal, estadual e federal.


Paraíba
Foto reprodução Paraíba



Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. 
Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 9347 4768

    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário