Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Filha de Claudinho revela decepção com Buchecha que fazia dupla com seu pai


É com tristeza que Andressa Alves, filha do cantor Claudinho, que morreu em um acidente de trânsito fatal em 2002, fala de Buchecha, seu padrinho de batismo. A jovem, que está investindo na carreira artística, revela não ter mais nenhum tipo de contato com o padrinho há três anos.

"Ele se afastou. Liguei várias vezes e ele respondia que quando estivesse no Rio, me procuraria, mas isso não aconteceu. Nunca pedi dinheiro, apenas sentia saudade. Há três anos não recebo nem uma ligação para desejar feliz aniversário. Padrinho era para ser igual a um pai. Não procuro mais", afirma Andressa. Em 2013, ela dançou a valsa de 15 anos com o padrinho.

Andressa, que acaba de gravar a música "Esperança", com produção de Rick Bonadio, diz que o pai é uma inspiração para ela. "Falam que eu puxei o talento dele, nunca tive aula de canto. Mas sou bem mais tímida", admite a jovem, que chama atenção pela semelhança física com Claudinho.

Andressa mora com a mãe, Vanessa Alves Ferreira, na mesma casa em que dividiam com Claudinho, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. Sem condições para manter o local, ela afirma que a família, até pouco tempo, costumava alugar o imóvel para festas a fim de garantir uma grana extra.

"Desistimos porque estava dando muito curioso. Gente que não tinha o real interesse e pedia para visitar só para ver onde o meu pai morava", afirma Andressa.

Sonho de ir no Luciano Huck

Em busca do sucesso, Andressa diz que as amigas iniciaram uma campanha para levá-la ao Caldeirão. "Criaram uma hashtag porque sou fã dele. Quero muito cantar no programa dele".

Andressa Alves, na infância, com o seu pai, o cantor Claudinho.

Andressa Alves, com o seu pai Claudinho.



Extra Online
Fotos reprodução Extra Online


Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. 
Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 9347 4768

    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário