Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Polícia colhe depoimentos e analisa câmeras para encontrar suspeitos de assassinar estudante na PB

 Meirylane Thaís
Portal Correio
Foto reprodução Portal Correio


Natural de Itabaiana, Meirylane Thaís estudava em uma faculdade particular de João Pessoa e estava se dirigindo para uma padaria com intuito de lanchar quando foi abordada e assassinada pelos criminosos.

A Polícia Civil continua sem informações dos responsáveis pela morte da estudante universitária Meirylane Thaís, de 19 anos, assassinada com um tiro na cabeça, na noite dessa quarta-feira (15), durante um latrocínio (roubo seguido de morte) no bairro de Tambiá, na região central de João Pessoa, nas proximidades da instituição de ensino que frequentava.

De acordo com o superintendente da Polícia Civil em João Pessoa, delegado Marcos Paulo, o caso é investigado pelo delegado Técio Chaves, adjunto da Delegacia de Roubos e Furtos da Capital.

Segundo o superintendente, a investigação do crime deve ser baseada no depoimento de testemunhas, como a amiga que estava com a estudante no momento do crime, e a análise de câmeras de segurança da região para tentar identificar os criminosos.

“A princípio se trata de um latrocínio, por isso o caso está com a Roubos e Furtos. Elementos estão sendo colhidos, como depoimento de testemunhas e análise de câmaras, para que a polícia possa chegar aos responsáveis pela morte da estudante. Também analisamos a possibilidade de realização de um retrato falado”, contou o delegado Marcos Paulo.

A Polícia Militar informou à TV Correio que reforçou a segurança na área onde a estudante foi morta e está trabalhando para localizar suspeitos.

A PM orientou que vítimas de assalto não devem reagir. A suspeita é que a jovem teria resistido para entregar pertences, o que teria provocado a ação dos bandidos.

A reportagem tentou contato com o delegado Tércio Chaves para saber mais detalhes de como estão as investigações sobre o caso, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

O caso

Meirylane Thaís é natural de Itabaiana e estudava em uma faculdade particular de João Pessoa. Antes do crime, ela havia chegado em um ônibus e estava se dirigindo para uma padaria para lanchar quando foi abordada pelos criminosos.

Durante a abordagem, a universitária teria se negado a entregar pertences aos criminosos e foi baleada por um deles, morrendo ainda no local do crime. A amiga da vítima conseguiu correr e se proteger durante a ação dos bandidos.

Os suspeitos conseguiram roubar a bolsa de Meirylane e fugiram sem ser identificados.


Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768




    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário