segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Apresentadora Fátima Bernardes é envolvida em polêmica sobre policiais e traficantes

 
Terra
Foto: Blog Sala de TV


Na quinta-feira (17), assim que o Encontro terminou, uma polêmica viralizou nas redes sociais. Para promover o filme Sob Pressão, do diretor Andrucha Waddington, que mostra os bastidores de um hospital público, Fátima Bernardes fez uma enquete com seus convidados.

Com base numa cena do longa, ambientada num pronto-socorro, a apresentadora perguntou quem deveria ser atendido primeiro: um policial ferido porém em situação estável ou um traficante com risco iminente de morte?

No palco, apenas o jornalista Lair Rennó, que faz parte do programa, optou explicitamente por dar prioridade ao policial. Os demais, inclusive o protagonista do filme, Júlio Andrade, salvariam o traficante.

"Quando chega alguém no hospital, não interessa se é policial ou traficante; é um ser humano que está ali", disse o ator. "Não é uma delegacia, é um hospital."

Para ele, tanto a prioridade no atendimento quanto a escolha na enquete proposta no Encontro "tem a ver com ética".

Ao argumentar a favor do atendimento prioritário a quem está mais gravemente feriado - no caso, o traficante -, Fátima Bernardes decretou: "Senão o médico, além de tratar, acaba com a função de juiz".

Na internet, surgiram protestos contra a enquete, a apresentadora e a Globo. A frase "Eu salvo o policial" foi postada em muitos perfis no Facebook.

Fátima Bernardes. Eu escolho salvar o policial!!! Não fomente isso em seu programa. Um dia vc e os seus poderão precisar desse profissional.


Numa montagem compartilhada centenas de vezes, a foto de Fátima foi colocada ao lado da imagem de um suposto criminoso, com a legenda: "Quem você salvaria: a apresentadora ou o traficante?"

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI 
siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique 
atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a
redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 476 




Nenhum comentário:

Postar um comentário