segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Amigos assistem pela webcam morte de adolescentes de 13 anos, após jogo de computador

 
Correio 24 horas
Foto reprodução Correio 24 horas

  
A suspeita é que a morte esteja relacionado a um desafio de um jogo on line que Gustavo brincava com amigos, mas acabou perdendo.

A Polícia Civil de São Vicente, no interior de São Paulo, investiga a morte do menino Gustavo Riveiros Detter, de 13 anos, que morreu neste domingo (16). O garoto morreu depois que foi encontrado dentro do seu quarto, no sábado (15), enrolado com uma corda no pescoço diante de um computador. A suspeita da polícia e da família é que o fato esteja relacionado a um desafio de um jogo on line que Gustavo brincava com amigos, mas acabou perdendo.

No boletim de ocorrência, o tio da vítima, afirmou que o sobrinho brincava online com outros três colegas quando aconteceu o enforcamento. A cena foi acompanhada em tempo real pelos outros participantes do jogo, já que todos usavam a internet com uma webcam conectada para se comunicar durante as partidas.

Os próprios participantes do jogo perceberam que Gustavo teria se enforcado -  pendurado em um saco de boxe - e ligaram para uma prima de Gustavo, que estava no quarto ao lado. A menina chamou os adultos da casa que o levaram para o hospital. Contudo, depois de 24 horas que recebeu o atendimento, Gustavo morreu.

A polícia investiga ainda se os outros jogadores induziram Gabriel a se enforcar. As investigações preliminares indicam que Detter já teria tentado se enforcar outra vez em função do 'desafio' proposto pelo jogo online.

Alerta: O CVV - Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype, 24 horas, todos os dias.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode falar com a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768






Nenhum comentário:

Postar um comentário