sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Polícia prende homem de 55 anos, acusado de estuprar criança de 10 anos no Cariri paraibano

 
De Olho no Cariri
Foto ilustrativa da internet

 
Um homem de 55 anos de idade foi preso na tarde desta quinta- feira (04) pelo GTE da Policia Civil em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Justiça. O acusado pela prática de abuso sexual reside no sítio Cacimba Nova, município de São João do Tigre, no Cariri paraibano.

A vítima é uma criança de 10 anos de idade. O acusado de iniciais A. V. S. vinha abusando desde o mês de maio.

Há informações de que o homem dava dinheiro e comida acriança para praticar atos libidinosos com a mesma.

O elemento foi conduzido a Delegacia da Mulher em Monteiro, onde foi autuado pela delegada de plantão Dra. Laura Priscila e equipe da Polícia Civil.

Serviço

Além de procurar uma Delegacia de Polícia, as pessoas que desejam realizar uma denúncia de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, podem ligar para o Disque Direitos Humanos, que é o Disque 100, ou ainda entrar em contato pelo email: disquedenuncia@sdh.gov.br

O serviço funciona 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, de acordo com a competência e as atribuições específicas, priorizando o Conselho Tutelar como porta de entrada (nas situações de crianças e adolescentes), no prazo de 24 horas, mantendo em sigilo a identidade da pessoa denunciante.

O serviço também passou a acolher denúncias que envolvam violações de direitos de toda a população, especialmente os Grupos Sociais Vulneráveis, como crianças e adolescentes, pessoas em situação de rua, idosos, pessoas com deficiência e população LGBTT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI  siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768







Nenhum comentário:

Postar um comentário