segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Paraíba registra em julho índice pluviométrico 83% inferior em relação a 2015

 
Click PB
Foto ilustrativa da internet  


A Paraíba continua registrando baixo índice pluviométrico. As pancadas de chuvas em junho do  Médio e Baixo Paraíba  (área que compreende de Campina Grande até a barragem de Acauã no Município de Itatuba (Médio) e de Acauã até as imediações de Pilar (Baixo), ficaram em junho 68% e 57%, respectivamente, abaixo da média do ano passado. 

O volume de água que atingiu as duas áreas ainda foi grave no mês de julho quando o índice ficou menor em 83% e 73% neste ano em relação a 2015. Para o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), a situação é desesperadora,  mas espera um ‘milagre’: “Ainda pode chover”.

Para impedir que a crise hídrica afete ainda mais a população no entorno da barragem de Acauã, cujo volume vem sendo reduzido e hoje armazena apenas 11,6% de sua capacidade, a direção da agência se reúne quarta-feira (17), com representantes de oito municípios para discutir um plano de melhor utilização das águas da barragem.

A intenção, de acordo com João Fernandes, avaliar a demanda diante da atual situação hídrica da barragem que tem capacidade de armazenar 253 milhões de metros cúbicos de água, mas se contra com pouco mais de 29 milhões. “Vamos mostrar a necessidade de se cumprir a determinação da Aesa que impede a retirada de água, durante a semana, para uso na agricultura, piscicultura e carcinicultura”, diz.

João Fernandes não vê necessidade de se aplicar outras medidas para economizar o uso da água, como, por exemplo, racionamento. “Qualquer medida vai depender da chuva”.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI  siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768






Nenhum comentário:

Postar um comentário