segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Paraíba reforça segurança na divisa após onda de ataques no Rio Grande do Norte

 
Mais PB
Foto ilustrativa da internet


As Forças de Segurança da Paraíba ampliaram, na manhã desta segunda-feira (1), o esquema de reforço policial na divisa da Paraíba com o Rio Grande do Norte. A decisão foi tomada após as últimas ocorrências no Estado potiguar, que já registra a terceira noite seguida de ataques criminosos. Entre a noite do domingo (31) e a madrugada desta segunda–feira (1), novos atentados aconteceram em Natal e em cidades do interior.

Também houve uma fuga de 17 presos do Centro de Detenção Provisória (CDP) da Ribeira, na Zona Leste da capital. O reforço policial na Paraíba já vinha acontecendo desde o fim da última semana, quando começaram as ações criminosas coordenadas no estado vizinho.

De acordo com o comandante geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, a medida inclui principalmente reforço na área do Litoral Norte paraibano e em cidades como Cuité e na área de Catolé do Rocha, além da região de Santa Rita.

“Assim que soubemos da situação que ocorre no Rio Grande do Norte, acionamos os comandantes dos Batalhões que têm ligação com municípios do Estado Potiguar e começamos a mobilizar os efetivos. O objetivo é reforçar o policiamento por meio das Forças Táticas, com suporte do Bope para estabelecer respostas imediatas, e também Batalhão de Trânsito, por meio da Companhia de Polícia  Rodoviária. As agências de Inteligência das Forças de Segurança também estão interligadas para buscar informações que nos conduzam a possíveis prisões. Nossa intenção é realizar check points, abordagens em vias de acesso, bloqueios policiais. O reforço ocorre em várias áreas, mais especificamente na 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (2ª CIPM), em Mamanguape, no 9º Batalhão de Polícia Militar, em Cuité, e o 12º Batalhão da PM, em Catolé do Rocha, no Alto Sertão. Vamos ao máximo tentar minimizar que essa situação tenha efeitos na Paraíba”, disse o coronel Euller Chaves.

Já o secretário de Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, afirmou que os gestores das  Polícias Militar e Civil, que são responsáveis pelas divisas dos municípios que  estão próximos ao Rio Grande do Norte, reuniram-se logo pela manhã para traçar um plano de ação em comum para impedir que as cidades paraibanas possam ser afetadas com essa situação no Rio Grande do Norte. 

Temos que estar preparados para agir caso algum desses criminosos escolham vir para a Paraíba como uma possível rota de fuga. Estamos atentos e orientando nossos policiais para ações mais efetivas em estradas e vias de acesso. Já passamos por outras situações semelhantes e sempre estivemos bem aparelhados para agir em situações de extrema cautela como essa que ocorre no estado vizinho”, explicou o secretário.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI  siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768








Nenhum comentário:

Postar um comentário