terça-feira, 10 de maio de 2016

Para cobrar avanços na pauta municipalista prefeitos da PB tentam audiência com Temer

Blog do Gordinho
Foto ilustrativa da internet


Durante XIX Marcha dos Prefeitos em Brasília, gestores querem cobrar do provável novo presidente o avanço nas matérias que dependem do governo Federal em benefício das prefeituras.

Em meio à crise econômica e política, cem prefeitos paraibanos tentam, em Brasília, na XIX Marcha dos Prefeitos, discutir e reivindicar avanços na pauta municipalista que tramita no Congresso Nacional e repasses do Governo Federal. Iniciada na segunda-feira, tendo ainda como presidente, a petista Dilma Rousseff, o encontro termina apenas na quinta, possivelmente com outro presidente da República, Michel Temer (PMDB). Prevendo esta situação, eles tentam uma audiência com o vice-presidente para apresentar os principais problemas dos municípios e a grave crise que enfrentam nas administrações locais.

O presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes, acompanha os prefeitos paraibanos. Segundo ele, já está agendada para esta quarta-feira uma audiência com os presidentes do Senado, Renam Calheiros (PMDB) e da Câmara, Waldir Maranhão (PP). No entanto, a expectativa é de um encontro com aquele que deverá assumir o comando do país, pelo menos pelos próximos 180 dias, até que seja julgado todo o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI  siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode entrar em contato com a redação através do WhatsApp 9 9347- 4768

“Amanhã teremos a presença de Renam Calheiros e do presidente da Câmara, Waldir Maranhão, onde vamos tentar acelerar a pauta municipalista que tem nas duas casas. Entendemos que o momento político é difícil, mas tem outras questões de interesse dos municípios tramitando e que a gente pede celeridade para que seja votada até mesmo pela sobrevivência dos próprios municípios. Também já estamos tentando uma audiência com Michel Temer, em contato permanente com Eliseu Padilha e possivelmente ele venha ao encontro, ou então uma comissão nossa vá até ele mostrar a situação dos municípios”, afirmou Tota Guedes.

O presidente da Famup deixou claro que a marcha dos prefeitos é apartidária e não foi colocada em pauta a defesa ou a crítica em relação ao processo de impeachment. “Nossa questão é a luta dos municípios, a busca por resolvermos os problemas municipais. A presidente Dilma Rousseff não esteve presente, mas mandou representantes e vamos ter amanhã a presença de ministros, deputados e senadores”, declarou.

Dentre as reivindicações dos prefeitos, Tota destaca o pedido de prorrogação do prazo para a aplicação de tratamento dos resíduos sólidos, a distribuição justa dos recursos gerados na cobrança do Imposto sobre Serviços (ISS) que incidem nas operações de cartões de crédito e a PEC-172 que determina que de qualquer matéria votada no Congresso Nacional que gere despesas aos municípios deve informar também a origem da receita.





Nenhum comentário:

Postar um comentário