segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Polícia prende em CG quadrilha que furtava casas de veraneio em PE

Foto: Montagem -Paraíba Online
Paraíba Online
Fotos reprodução Paraíba Online


O apoio da Polícia Civil da Paraíba ao trabalho realizado pela Polícia Civil de Pernambuco durante a Operação Trilha contribuiu para a prisão de seis pessoas, quatro por força de mandado de prisão temporária e ainda mais duas em flagrante, no último dia 25 de fevereiro, na cidade de Campina Grande.

As prisões fazem parte de uma investigação de uma quadrilha especializada em furtar casas de veraneio no litoral de Pernambuco.

Foram presos: Marcus Odilon Tavares, de 28 anos; Eliseu Alves de Oliveira, de 29 anos; Alisson Silva, de 24 anos; Mayrla Laysa Gonçalves Melo, de 27 anos; Michael Sales Medeiros, de 27 anos e Widney Bruno Vilar, de 31 anos. De acordo com o delegado de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande, Cristiano Santana, a ação realizada na cidade paraibana é um desdobramento da Operação que começou em municípios do Litoral Pernambucano.

Curta o Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias da região

“O trabalho começou no Litoral pernambucano e se estendeu até Campina Grande, porque as investigações apontaram que os suspeitos residiam aqui na Paraíba, que era o local para o qual eles traziam os materiais roubados, para vender, ostentar, negociar”, disse a autoridade policial.

Durante os furtos, a quadrilha procurava sempre casas que possuíam quadriciclos, jet ski, paredões de som, veículos e outros objetos.

As investigações contaram com o uso de imagens de circuito interno de câmeras que estavam instaladas próximas as residências furtadas, nas quais era possível identificar os dois veículos usados pelo bando nos crimes. Além dos seis presos em Campina Grande, foram cumpridos outros mandados no município de Carpina (PE).

Como desdobramento das investigações, foi descoberto que a quadrilha possuía carros de luxo, em situação irregular. Os veículos foram apreendidos. Os paredões de som furtados em Pernambuco eram negociados para proprietários de equipadoras de som de Campina Grande.

O bando vai responder pelos crimes de formação de quadrilha, receptação e furto qualificado. Quatro presos foram transferidos para Unidade Prisional de Pernambuco e dois permanecem à disposição da Justiça em Campina Grande.

Foto: Montagem/Paraíba Online

Foto: Montagem -Paraíba Online




Nenhum comentário:

Postar um comentário