domingo, 21 de fevereiro de 2016

Pelo menos 39 prefeituras da PB têm FPM bloqueado por problemas com a Previdência

Blog do Gordinho
Foto ilustrativa da internet


Pelo menos 39 municípios da Paraíba tiveram seus repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueados este ano pela Receita Federal por conta de problemas com a Previdência Social.

A prefeita de Pilar, Virgina Maria Peixoto Veloso Borges, buscou socorro na Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para solucionar o problema.

“Vim pedir socorro”, contou a gestora municipal ao ser perguntada sobre sua vinda a Brasília. A gestora afirmou que dentre as medidas tomadas para manter o controle da administração, ela cancelou programas federais e tem deixado de pagar o próprio salário.

Curta o Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora, a página de notícias mais acessada da região do Seridó e do Curimataú paraibano e fique atualizado com as notícias

Também estão sem receber, a pelo menos três meses, o vice-prefeito e os secretários. “Cortamos todos os gastos possíveis e impossíveis. Cancelamos todos os programas da Educação em outubro e não coloco mais nenhum, se o dinheiro não vier primeiro. Também fechamos um PSF [Programa Saúde da Família]”, relatou Virgínia.

A prefeita contou que também foi obrigada a cancelar as gratificações dos servidores. Segundo ela, não há como pagar a conta, quando se considera os reajustes do salário mínimo, do piso de professores e dos agentes de endemias. “É uma crise muito grande. Se fossemos uma empresa privada, já tínhamos decretado falência”, finalizou.

Nesta sexta-feira (19), o governo depositou nas contas das prefeituras paraibanas R$ 21.115.205,71. O valor é superior em R$ 2.719.500,83 em comparação ao mesmo período do ano passado, quanto as administrações municipais receberam R$ 18.395.704,88.





Nenhum comentário:

Postar um comentário