terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Servidor público é preso acusado de matar a esposa no interior da PB

 
Blog da Simone Duarte
Foto ilustrativa da internet






A Polícia Civil, por meio de um trabalho desenvolvido pelo Grupo Tático Especial (GTE) da 8ª Delegacia Seccional, com sede em Guarabira, em conjunto com a Polícia Militar, prendeu, no fim da manhã desta terça-feira (19), Marcos Antônio dos Santos Lemos, suspeito de assassinar a companheira no último domingo (17), na localidade Chã do Cajá, na cidade Alagoinha.

De acordo com o delegado Walber Virgolino, Marcos é o principal suspeito de assassinar a facadas a companheira, Maria Mônica Dutra da Silva, de 38 anos. “O homicídio ocorreu na noite do domingo e ele fugiu. Realizamos um trabalho investigativo e agimos em conjunto com a Polícia Militar. O caso foi elucidado na manhã desta terça-feira (19), com a prisão do Marcos”, disse a autoridade policial, acrescentando que em 2016, a Delegacia Seccional vem apresentando um resultado de elucidação de 100% dos casos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrados.

Curta o Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora, a página de notícias mais acessada da região do Seridó e do Curimataú paraibano e fique atualizado com as notícias

“A 8ª Delegacia Seccional começou 2016 realizando operações de relevância para o Estado. Dos três homicídios registrados no mês de janeiro, já conseguimos identificar os suspeitos e prendê-los. São 11 pessoas que foram presas, suspeitas de participação em CVLI. Esse número demonstra compromisso, trabalho investigativo realizado de forma integrada com a Polícia Militar. E vamos continuar realizando operações para mostrar a população que a Polícia está presente em toda a região do Brejo, no combate intenso à criminalidade”, frisou o delegado.

O preso Marcos Antônio foi encaminhado para a sede da Delegacia Seccional para depoimento. Ele vai responder pelo crime de homicídio qualificado. Após o procedimento realizado na delegacia, ele será levado para a Cadeia Pública de Alagoinha, onde deverá aguardar as decisões judiciais.

O suspeito é funcionário público da Prefeitura de Alagoinha, no Brejo da Paraíba.







Nenhum comentário:

Postar um comentário