sábado, 5 de dezembro de 2015

'Arsenal' é achado em sítio de prefeito investigado por desvio de recursos públicos

Armamento apreendido na propriedade do prefeito 
Portal Correio
Foto reprodução Diamante Online



Polícia Civil procura o prefeito da cidade de Emas, no Sertão da Paraíba; ele será intimado e poderá ser autuado por porte ilegal de armas e adulteração da numeração delas.

Durante a operação ‘Desumanidade’, deflagrada pelo Ministério Público Federal na manhã desta sexta-feira (4), cujo foco é investigar um esquema de desvio de recursos públicos que deveriam ser aplicados na Saúde e Educação de municípios do Sertão paraibano, foi localizado, em uma propriedade rural do prefeito Segundo Madruga, da cidade de Emas, a 315 km de João Pessoa, um verdadeiro ‘arsenal’, composto por 10 armas de grosso calibre e muita munição.

De acordo com o delegado Silvio Rabello, da Polícia Civil de Patos, que lavrou o flagrante, a partir de uma informação repassada pela Polícia Rodoviária Federal, os agentes da Civil foram até o sítio do prefeito, que fica na Zona Rural de Emas. Chegando lá, encontraram quatro rifles .44, dois rifles .45, três revólveres 38 e uma espingarda de calibre 12, além de vários cartuchos de calibre 12 e 38. No local, encontrava-se um homem que se apresentou como gerente da propriedade.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias

“A PRF cumpria mandados de busca e se deparou com o armamento. A Polícia Civil foi contatada e deu voz de prisão ao gerente da propriedade”, explicou o delegado, que acrescentou que nenhuma das armas tinha registro e que três delas estavam com a numeração raspada.

O homem detido foi conduzido à delegacia de Patos, onde se negou a colaborar com a localização do prefeito. Após o registro do flagrante, ele foi direcionado à cadeia de Piancó, também no Sertão.

“Seguiremos trabalhando para encontrar o prefeito e colher o depoimento dele. Ele será intimado e pode ser autuado por posse ilegal das armas e pela adulteração da numeração delas”, revelou Rabello.

Todo o material apreendido foi levado à delegacia de Polícia Civil de Patos e vai passar, neste sábado (5), por uma perícia no Instituto de Polícia Científica da cidade. Equipes do MPF e da PRF também cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do pai do gestor, na praia de Camboinha, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, também durante a manhã desta sexta.





Nenhum comentário:

Postar um comentário