sábado, 21 de novembro de 2015

Um em cada dez moradores da Paraíba é de outros estados, diz IBGE

 Estudante Jullyane Baltar conta que apesar das dificuldades iniciais com a mudança e do medo de não se adaptar, acabou se acostumando com a cidade  (Foto: Jullyane Baltar/Arquivo pessoal)
G1 PB
Foto reprodução G1 PB


Dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2014.

Uma a cada dez pessoas que morava na Paraíba em 2014 não nasceu no estado, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostram que pelo menos 392 mil dos 3,9 milhões de moradores do estado vieram de outros estados ou países.

Segundo o levantamento, a maioria dessas pessoas, 158 mil, saiu do estado Pernambuco, vizinho da Paraíba, seguido por São Paulo, de onde 56 mil pessoas migraram para a Paraíba e o terceiro estado com mais migrantes é o Rio Grande do Sul, com 46 mil. O Pnad também mostrou que cerca de 9 mil moradores do estado vieram de outros países.

Os motivos que levam as pessoas a saírem do seu estado natal para vir morar na Paraíba variam de acordo com cada um, como contam as estudantes Jullyane Baltar, de 25 anos, e Fernanda Mendonça, de 21 anos, que cursam Jornalismo na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Ambas são de outros estados e moram em João Pessoa. Apesar de terem escolhido o mesmo curso, as condições que fizeram as duas morarem na Paraíba são completamente diferentes.

Jullyane (foto a cima) mora na Paraíba há oito anos. Ela é natural do Rio de Janeiro, mas também já morou em Fortaleza, no Ceará, e em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. “Meu pai é militar e, por isso, é comum ele ser transferido de estado. Depois de 11 anos morando em Campo Grande, recebemos a notícia que ele seria transferido para cá [João Pessoa] e veio a família toda”, explicou.

A estudante explica que a princípio a ideia de se mudar para outra região do país parecia interessante, mas a transição acabou sendo complicada. “Não foi nada fácil no começo. O principal choque foi na questão da escola. Quando cheguei, estava no último ano do ensino médio e o ano letivo já havia começado. Para se enturmar foi complicado, pois eu sempre estudei em escola com poucos alunos e, ao chegar aqui, o colégio tinha pelo menos 70 pessoas na sala, então foi meio assustador”, disse.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias

A jovem diz que apesar das dificuldades iniciais e do medo de não se adaptar, acabou acostumando com a cidade. “Hoje em dia eu gosto muito daqui. Vejo que aqui tem um custo de vida muito bom e tenho oportunidades que amigos meus em outros estados não têm”, completou Jullyane.

Já no caso de Fernanda, a decisão de morar na Paraíba foi por praticidade. Ela nasceu em Recife, em Pernambuco, e em 2012 fez o Enem e foi aprovada no Sisu para a Universidade Federal da Paraíba UFPB. “Eu tinha feito vestibular para outras duas universidades, em Caruaru. Mas como eu queria fazer jornalismo e como João Pessoa é mais perto de Recife, escolhi vir para cá”, explicou a estudante.

Fernanda (foto a baixo) explica que no caso dela, a adaptação foi bem mais fácil do que no caso de Jullyana. “Pra mim foi bem tranquilo. Na verdade, só tive que me adaptar mesmo com o novo ritmo de vida, com relação à universidade e tudo o mais. Como a cidade de onde vim é maior, com um trânsito mais agitado, achei que aqui era mais calmo, então tive que me acostumar com isso”, contou.

As duas jovens, mesmo tendo chegado à Paraíba de formas diferentes, compartilham outra coisa em comum além do curso: a vontade de morar em outros lugares após se formarem. “Caso apareça alguma oportunidade de emprego, eu fico por aqui. Mas meus planos não são de continuar pelo resto da vida. Quero voltar para Recife ou até mesmo ir para outra cidade daqui a algum tempo”, disse Fernanda.

Já Jullyane pensa ainda mais longe. “Quero viajar para outros lugares, ter experiências profissionais em cidades maiores, até mesmo tentar viajar para o exterior. Talvez eu volte para a Paraíba quando me aposentar, vejo muita gente fazendo isso, mas no momento penso em conhecer outros lugares”, completou.

Fernanda Mendonça veio de Recife para estudar em João Pessoa (Foto: Fernanda Mendonça/Arquivo pessoal)





Nenhum comentário:

Postar um comentário