domingo, 18 de outubro de 2015

Açude de Boqueirão registra o menor volume de água da história

Cariri Ligado
Foto reprodução internet



O açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, 3º maior do Estado e responsável pelo abastecimento de 19 cidades, incluindo Campina Grande, chegou à menor reserva da história desde a sua construção, em 1957. De acordo com o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), Boqueirão estava, até ontem, com 61,3 milhões de metros cúbicos de água, o que equivale a 14,87% da capacidade que o reservatório pode armazenar. O nível é inferior ao registrado em uma das maiores crises hídricas do Semiárido, quando Boqueirão registrou 14,91%, em 28 de dezembro de 1999.

Apesar do volume recorde, o gerente regional da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Simão Almeida, afirmou que o órgão está trabalhando diuturnamente para reduzir as perdas, como vazamentos, mas que a diminuição se dá, principalmente pela escassez de chuvas na região, que já se prolonga pelo quarto ano abaixo da média. “Continuamos com o trabalho de redução de perdas através de ações operacionais, instalação de hidrômetros, racionamento. A Cagepa está fazendo sua parte, mas infelizmente chegamos a esse número”, comentou o gerente.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias

Ainda de acordo com o gerente, de 2014 até agora, a Cagepa já realizou a instalação de 30 mil hidrômetros em Campina Grande e região. Já com o racionamento, iniciado em dezembro do ano passado, 6 milhões de metros cúbicos de água deixaram de ser retirados do açude. Os dados da Cagepa são referentes ao período de 6 de dezembro de 2014 ao dia 30 setembro.

Estado

Dos 124 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) na Paraíba, 46 deles estão em situação considerada crítica, com menos de 5% de sua capacidade, sendo que alguns já secaram totalmente. Outros 37 açudes estão em observação, com capacidade entre 5% e 20% do seu volume total, dentre eles Boqueirão. Ainda conforme os dados da Aesa, apenas 41 reservatórios monitorados estão com capacidade atual superior a 20% do seu volume.

Racionamento

Enquanto o volume do açude de Boqueirão continua baixando, em pouco mais de duas semanas, em 1º de novembro, Campina Grande e demais municípios abastecidos por Boqueirão sofrerão novamente com a ampliação da medida, que também contempla a redução da vazão de 881 para 650 litros de água por segundo, de forma a prolongar a sobrevida do açude, já que o próximo ano tem previsões climáticas ainda mais negativas.


O novo racionamento será das 17h do sábado até as 05h da manhã da quarta-feira.





Nenhum comentário:

Postar um comentário