segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Detento em saída temporária é linchado pela população ao tentar matar esposa a facadas

Caso foi registrado na Delegacia da Mulher
Portal Correio
Foto reprodução Portal Correio


De acordo com Vanderléia Gadi, da Delegacia da Mulher da Capital, o homem estava em regime semiaberto há dois meses depois de cumprir mais de 10 anos em regime fechado acusado de, pelo menos, 3 homicídios.

Um detento do regime semiaberto e que foi um dos mais de 600 presos beneficiados com a saída temporária do ‘Dia dos Pais’ foi preso no fim de semana suspeito de tentar matar a esposa a facadas. O crime ocorreu no sábado (8), no bairro Ernani Sátiro, em João Pessoa. A população linchou o homem de 35 anos, que foi salvo com a chegada da Polícia Militar.

De acordo com delegada Vanderléia Gadi, da Delegacia da Mulher da Capital, o homem estava em regime semiaberto há dois meses depois de cumprir mais de 10 anos em regime fechado acusado de, pelo menos, três homicídios.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.

“No sábado (8), quando foi liberado pela justiça para passar o Dia do Pais em casa com a família, o homem tentou matar a mulher por desconfiar que ela estaria o traindo como outra pessoa. Desconfiado, o detento esfaqueou a mulher”, disse a delegada, acrescentando que o apenado tem passagens pelos presídio de Cajazeiras,  Catolé do Rocha, PB1, Máxima e Média.

Ainda segundo Gadi, a população ao saber do crime tentou fazer justiça com as próprias mãos. “Os moradores se reuniram e espancaram o homem. Ele foi linchado, mas uma viatura da Polícia Militar passava pelo local e ao presenciar a aglomeração de pessoas parou e viu o homem todo cheio de hematomas e ensanguentado”, falou.

O suspeito do crime foi levado para a Delegacia da Mulher de João Pessoa de onde foi transferido para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital. O homem recebeu atendimento médico e ao retornar para delegacia foi autuado por lesão corporal. A mulher também foi levada para o Trauma-JP onde foi medicada e liberada. “Ele foi levado para a Central de Polícia Civil e deverá ser levado para o Presídio do Roger ou retornar para o regime fechado”, comentou Vanderleia Gadi.





Nenhum comentário:

Postar um comentário