quinta-feira, 2 de abril de 2015

Polícia desconhece motivos de abandono de bebê e ainda não identificou família

Bebê se recupera bem na UTI Neonatal

Portal Correio
Foto reprodução Porta Correio

Como nenhum parente foi até o hospital, Moisés ficará aguardando a decisão da Justiça. A polícia ainda desconhecia as motivações para o abandono e a família ainda não havia sido identificada.
O motivo ainda é um mistério. Por que uma mulher abandonou um bebê em uma calçada próxima a um depósito de lixo? Um menino com poucas horas de nascido e que ainda carregava no corpo o cordão umbilical, ligação dele com a mãe. Uma criança indefesa, salva pelo choro que chamou a atenção de um morador, que fez um gesto de solidariedade que mudou a vida do menino, que recebeu o nome de Moisés, uma referência ao menino hebreu que foi deixado nas águas para escapar da morte. Assim como o Moisés da Bíblia, o Moisés resgatado no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, foi salvo.

Depois de 24 horas do resgate, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência responsável pelo primeiro atendimento de Moisés foi visitar o menino, que continuava internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Edson Ramalho, na Capital.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.

“Está bem, está reagindo bem, estava acordadinho, estava brabo porque estava com fome, mas ele já está se alimentando pela sondinha, está motorizado e fazendo a antibióticoterapia, para descartar qualquer infecção”, disse a médica Luana Freire, do Samu. Segundo ela, o bebê ainda ficará em observação. Ela evidenciou que esta foi a ocorrência mais gratificante em que atuou como profissional do Samu.

A recuperação rápida de Moisés é comemorada por todos, dentro e fora do hospital, mas como o menino está internado na UTI, não pode receber visitas. Apenas a equipe médica tem acesso a Moisés.


Os profissionais da unidade hospitalar já se preparavam para dar alta do menino da UTI. Como nenhum parente foi até o hospital, Moisés ficará aguardando a decisão da Justiça. A polícia ainda desconhecia as motivações para o abandono e a família ainda não havia sido identificada.







Nenhum comentário:

Postar um comentário