quinta-feira, 30 de abril de 2015

Disque Denúncia recebe mais de dez ligações por dia na Paraíba

PB Agora
Fotos ilustrativa da internet



O trabalho investigativo desenvolvido pela Polícia Civil é o que contribui para os resultados relevantes apresentados pelo Disque Denúncia (197), ferramenta que é disponibilizada pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (SEDS). Nos primeiros quatro meses de 2015, o serviço já recebeu 1.549 denúncias, o que significa uma média de 12 ligações por dia. Já em todo o ano de 2014 foram registradas 3.645 ligações, sendo 75% delas relacionadas ao tráfico de drogas e a homicídios. Os contatos feitos sempre de forma anônima contribuíram ainda para a prisão de 98 criminosos em situação de flagrância.


O Disque Denúncia é um instrumento de comunicação com a Polícia em que qualquer cidadão permanece com sua identidade preservada. Segundo o gerente operacional do serviço, João Batista Micena, em todo o ano de 2014 houve registro de denúncias em 130 municípios do Estado, sendo João Pessoa e Campina Grande as que tiveram maior concentração das ligações.


O serviço da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) atende pelo número 197. Dez policiais civis são responsáveis por manter o atendimento funcionando 24 horas por dia e por repassar as informações recebidas para as unidades policiais competentes e que irão investigar os casos. O mais importante é que a ligação é gratuita, inclusive de telefones públicos, para informar sobre crimes como homicídios, tráfico de drogas ou qualquer outro ato ilícito e não é preciso se identificar.


“A maioria dos crimes denunciados é de tráfico e assassinato, por isso auxiliamos na apreensão de drogas e armas. O nosso trabalho é de investigação”, destaca o gerente do número 197, João Micena. Segundo ele, a contribuição da população é importante para auxiliar a polícia no enfrentamento à violência. “O grande diferencial do Disque Denúncia é que, antigamente, este serviço não existia e se a população quisesse colaborar com o trabalho policial teria que se deslocar até uma delegacia, o que para o cidadão era um obstáculo, já que acabava se expondo. Hoje, por telefone, o cidadão tem todo o sigilo e anonimato garantidos. Não é necessária a identificação e a denúncia é encaminhada em tempo real para a unidade policial responsável pela apuração dos fatos”, completa.


Casos elucidados – Este ano, o Disque Denúncia (197) ajudou a desvendar o caso e a prender os acusados de assassinarem o agente penitenciário Ivonilton Wanderley Coriolano Júnior, de 38 anos. O crime foi investigado pelo Grupo de Operações Especiais (GOE), em parceria com o Núcleo de Inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Cinco pessoas suspeitas de envolvimento com o homicídio foram presas. A vítima foi morta no mês de março e teve o corpo encontrado no Rio Jaguaribe, no bairro do Cristo Redentor.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. 

Em 2014, por meio do número 197 a população ajudou com informações sobre o assassinato do casal Washington Luiz e Lúcia Sant´Ana, ocorrido durante uma festa de casamento em Campina Grande. O suspeito de ser o mandante do homicídio, Nelsivan Marques, era sócio de Washington. O crime ocorreu no momento em que o casal saía do casamento do acusado, que teria planejado todo o crime. Várias denúncias foram recebidas e auxiliaram a Polícia a prender os envolvidos e encerrar o caso.






Nenhum comentário:

Postar um comentário