quinta-feira, 5 de março de 2015

Cuidado! Estudo aponta que além de inveja, o Facebook pode causar depressão

  

Cientistas da Universidade do Missouri, nos Estados Unidos, resolveram investigar como o Facebook pode afetar a saúde mental das pessoas e descobriram que os milhares de "likes" e "compartilhamentos" podem levar a sintomas de depressão por conta da inveja que desperta em certos usuários.

Os pesquisadores descobriram que postagens sobre férias caras, novas casas e carros ou relacionamentos felizes podem evocar sentimentos de inveja e desencadear comparações.

"O Facebook pode ser uma atividade divertida e saudável se o usuário aproveitar o site para ficar conectado com a família, velhos amigos e partilhar aspectos interessantes e importantes de suas vidas", disse Margaret Duffy, professora da Escola de Jornalismo da universidade e uma das autoras do estudo.

"Mas, se o Facebook for usado para ver quão bem um conhecido está financeiramente ou quão feliz está um velho amigo em seu relacionamento, coisas que causam inveja entre os usuários, o uso pode levar a sentimentos de depressão", disse.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.

Para seu estudo, Duffy e Edson Tandoc, professor assistente na Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, entrevistaram mais de 700 universitários internautas. A análise dos dados mostrou que parte daqueles que se dedicam ao que eles chamam de "vigilância" também apresentam sintomas de depressão, enquanto aqueles que usam o site simplesmente para ficar conectados não sofrem efeitos negativos.

"É importante que os usuários do Facebook estejam cientes desses riscos, para que possam evitar esse tipo de comportamento quando usarem a rede social", diz Duffy.






UOL
Foto ilustrativa da internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário