sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Execução de radialista teve participação de 3 assassinos em moto com apoio de carro branco

 

O delegado Reinaldo Nóbrega disse, em entrevista na tarde desta sexta-feira (27) ao Sistema Arapuan de Comunicação,  que já deu início as primeiras investigações para apurar o assassinato do radialista Ivanildo Viana da Silva, executado a tiros na final da manhã desta sexta-feira no entroncamento das BRS 101 e 230 no município de Santa Rita - PB.

De acordo com o delegado, as primeiras informações apontam que o crime teria sido cometido por três homens que estavam de moto. Reinaldo Nóbrega explicou que dois acusados estavam numa motocicleta vermelha e o homem que estava de carona teria efetuado três tiros nas costas do radialista.

Logo em seguida um deles se aproximou e, quando o Ivanildo se encontrava no chão agonizando, foi atingido com um tiro na cabeça que perfurou o capacete. Depois que o radialista já estava morto às margens da rodovia, outro homem teria aparecido e colocado a moto em pé como forma de mudar a cena do crime e assim atrapalhar as investigações. Ainda segundo a polícia, os assassinos tiveram apoio de outros comparsas que estariam em um carro branco.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.

No local do crime, os peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) constataram que o radialista foi atingido com três tiros nas costas e um na cabeça.

O comandante do 7º Batalhão, em Santa Rita, coronel Júlio César afirmou que apesar do crime ter ocorrido na esfera federal os orgãos de segurança vão unir forças para chegar até os acusados e com isso descobrir os motivos do assassinato.

O corpo do radialista já foi liberado da Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) e será velado na Associação de Moradores do Prosinde, em Mangabeira.







Paraíba
Foto reprodução Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário