sábado, 17 de janeiro de 2015

Marido tenta afogar esposa em um dia e no outro joga gasolina e ateia fogo: 'Ela não tinha coragem de denunciar'

 Mulher foi a quarta vítima de Cristiano: ele jogou gasolina no corpo dela e ateou fogo
Dentro da viatura da 75ª DP (Rio do Ouro) que voltava nesta sexta-feira de São Sebastião do Alto, no Centro Fluminense, estavam o preso Cristiano da Silva Ramos, de 32 anos, e o sonho de justiça da família de sua ex-mulher. Cristiano estava escondido na casa da mãe, para onde fugiu após queimar 80% do corpo da vítima com gasolina e fogo.
Os dois viveram juntos por um ano, um período conturbado por causa de brigas constantes, no bairro Vila Candoza, em São Gonçalo. A coragem para a separação surgiu quando ela descobriu que ele tinha surrado as suas outras três mulheres. O caso dela foi o mais grave.

 Cristiano já havia agredido as suas três mulheres anteriores

Cristiano já havia agredido as suas três mulheres anteriores Foto: Extra / Márcio Oliveira


— No dia 28 de dezembro, ela estava na cozinha. Ele chegou, viu que as duas filhas dela não estavam, jogou gasolina e ateou fogo. No dia anterior, ele tinha tentado afogá-la na caixa d’água. Tempos antes, tentou jogá-la de uma passarela. Também já tinha ameaçado com uma faca — contou a irmã, Márcia: — Ela não denunciava por medo.

Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.
De acordo com os policiais da 75ª DP, que localizaram Cristiano em sua terra natal, ele foi autuado por tentativa de homicídio duplamente qualificado, pois utilizou meio cruel e não deu chance de defesa à vítima.



Extra Online

Foto ilustrativa Extra Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário