quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Delegado diz que homem confessa ter matado jovem após saber sobre traição

Cleiton foi morto com cinco tiros
Segundo a polícia, o suspeito compareceu à delegacia, explicou que não conhecia a vítima, mas a procurou depois de tomar conhecimento da traição e a matou com cinco tiros.

A Polícia Civil em Cabedelo, na Grande João Pessoa - PB, concluiu que o motorista Cleiton Uillian de Lima, de 23 anos, foi assassinado devido a um relacionamento com uma mulher casada. O marido dela teria confessado que cometeu o crime, conforme adiantado nesta quarta-feira (7) pelo delegado Ademir Fernandes.

Segundo o delegado, o suspeito compareceu à delegacia, explicou que não conhecia a vítima, mas a procurou depois de tomar conhecimento da traição. Ele teria dito em depoimento que o relacionamento extraconjugal ocorreu há dois anos, mas só veio à tona há cerca de cinco meses. O suspeito teria alegado que tentou conversar com a vítima, mas não resistiu e a matou com cinco tiros.


Curta a página do Facebook AQUI ou siga o Twitter AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias.

De acordo com o delegado, ele teria falado que está arrependido e que jogou fora a arma utilizada no crime, mas que vai tentar localizá-la para colaborar com as autoridades. Após o depoimento, ele foi liberado e, por enquanto, conforme o delegado, vai responder pelo crime em liberdade. A polícia negou que ele seja ex-presidiário.

A esposa do suspeito não pôde ser ouvida porque teve problemas e precisou de ajuda médica, mas deve prestar depoimento nesta quinta-feira (8), segundo revelou o delegado Ademir Fernandes.

Cleiton foi assassinado no domingo (4), em Cabedelo, na Grande João Pessoa, e a polícia já havia adiantado que as investigações iniciais apontavam para um caso envolvendo traição.






Portal Correio
Foto reprodução Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário