sábado, 13 de dezembro de 2014

Casal é suspeito de incendiar casa e matar jovem queimado na PB



Segundo o delegado responsável pelo caso, a vítima, que era homossexual, teria sofrido estupro, provocado dias antes por um dos suspeitos pelo incêndio

Um jovem de 23 anos morreu nesta sexta-feira (12) após passar dias internado no Hospital de Trauma de Campina Grande em decorrência de queimaduras provocadas por um possível incêndio criminoso no local onde residia, em Pocinhos, no Agreste da Paraíba, a 134 km de João Pessoa. O fato ocorreu na noite do último sábado (6).

Segundo as investigações do delegado Damião Marçal, da Polícia Civil de Pocinhos, a vítima, que era homossexual, teria sido estuprada por um homem há cerca de 20 dias. O suspeito do crime, acompanhado da companheira, teriam ido à residência do jovem e ateado fogo no local.


Curta a página do Facebook ou siga o Twitter do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. 

“O rapaz foi dormir e deixou a porta aberta. Nesse momento, o casal teria entrado na casa e colocado gasolina nos cômodos e no jovem. Em seguida, teria acendido o fogo, fechado a porta e deixado a vítima presa na parte de dentro”, contou Damião, acrescentando que a possibilidade de crime de homofobia não está descartada.

“Apesar do casal ser apontado como culpado por vários familiares da vítima, a polícia ainda não pôde acusá-los, pois os mesmos ainda serão ouvidos, quando decidiremos que posicionamento iremos tomar”, disse o delegado, que revelou que esperava ouvir depoimento da vítima, mas que, infelizmente, a mesma não resistiu aos ferimentos e morreu.






Portal Correio
Fotos ilustrativa da internet 

Nenhum comentário:

Postar um comentário