quinta-feira, 13 de novembro de 2014

PF investiga vazamento de tema da redação do Enem; imagem teria partido de Campina Grande

Imagem Ilustrativa

Estudantes do Piauí e Ceará afirmam ter recebido material por celular; o Inep, que é o instituto responsável pelo Enem, declarou que está colaborando com a investigação.

A Polícia Federal apura denúncias de vazamento de questões do Exame Nacional do Ensino Médio pelo país. Uma delas, feita por estudante do Ceará, indica que um amigo de Campina Grande teria lhe antecipado uma imagem, enviada por celular, sobre o tema da redação deste ano. 
Após os relatos feitos por estudantes, a PF resolveu abrir inquérito para investigar o fato. A mesma situação ocorreu no estado do Piauí. Um estudante teria recebido a imagem em um grupo de compartilhamento de mensagens por celular, uma hora e 13 minutos antes do início do exame. Segundo o denunciante, esse grupo teria cerca de 40 integrantes.
Ele informou que a imagem mostrava o tema da redação: “publicidade infantil em questão no Brasil”. E esse foi, de fato, o tema deste ano. Ele acrescenta que não sabe quem é o autor da imagem.

Assim que terminou o exame, o rapaz gravou um vídeo, procurando mostrar que o celular, com a imagem recebida, tinha ficado em um saco plástico, lacrado no momento em que ele entrou no local do exame.


Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI

A mesma imagem também pode ter circulado em outros grupos. No interior do Piauí, no município de Campo Maior, dois estudantes disseram que receberam mensagens com supostas imagens da prova.

O Ministério Público Federal no Piauí entrou no caso. Segundo o procurador Antônio Cavalcante, "pode chegar a ter uma ação anulatória do certame, caso se configure, se confirme efetivamente que tenha acontecido algum tipo de fraude e violação do sigilo do concurso”.

O estudante que fez a primeira denúncia voltou nesta quinta-feira (13) à sede da PF para prestar novos esclarecimentos. Um amigo dele, que também recebeu a mensagem no domingo já foi ouvido. Os celulares dos dois jovens foram apreendidos e estão sendo periciados.

O Inep, que é o instituto responsável pelo Enem, declarou que está colaborando com a investigação e que já houve outras denúncias, que se mostraram infundadas.

No caso do Ceará, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal declararam que não receberam qualquer denúncia formal desse tipo.








Portal Correio
Foto reprodução Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário