domingo, 5 de outubro de 2014

IBOPE: Ricardo sobe 5 pontos e está empatado com Cássio


Margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Segundo o IBOPE, haverá disputa de segundo turno para governador na PB.

Pesquisa IBOPE divulgada neste sábado (4) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos na corrida para o governo da Paraíba:


Cássio Cunha Lima (PSDB) – 47%
Ricardo Coutinho (PSB) – 47%
Vital (PMDB) – 4%
Major Fábio (PROS) – 1%
Antônio Radical (PSTU) - 1%
Tárcio Teixeira (PSOL) – não pontuou

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Segundo o IBOPE, haverá disputa de segundo turno no estado. A pesquisa foi encomendada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba.


Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI

Votos totais

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
Cássio Cunha Lima (PSDB) – 42%
Ricardo Coutinho (PSB) – 42%
Vital (PMDB) – 4%
Major Fábio (PROS) – 1%
Antônio Radical (PSTU) - 1%
Tárcio Teixeira (PSOL) – não pontuou
Branco/nulo – 7%
Não sabe/não respondeu – 4%

No levantamento anterior, divulgado em 19 de setembro, Cássio Cunha Lima tinha 42% dos votos e Ricardo Coutinho, 37%.

O IBOPE fez a pesquisa entre os dias 2 e 4 de outubro. O instituto ouviu 812 eleitores. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número RS-00039/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-01031/2014.



G1 PB

Foto ilustrativa da internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário