quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Homem aluga iPhones para 'ostentação' nas baladas

iPhone 5 é alugado para causar boa impressão nas noitadas 

Marco Aurélio Constantine, de 28 anos, ficou famoso nas redes sociais após publicar um anúncio inusitado em um grupo de trocas e vendas no Facebook: o editor de imagens aluga iPhones para as pessoas “curtirem a balada” tirando onda com o smartphone da Apple em Natal, no Rio Grande do Norte. Segundo a publicação, a primeira impressão sempre será a que ficará. Rapidamente, a mensagem foi compartilhada em outras redes sociais, como o Instagram, e em grupos de mensagens no WhatsApp. O post foi tirado do ar pelos administradores do grupo, que pensaram se tratar de uma brincadeira. Mas ficou visível tempo suficiente para render comentários sarcásticos e até novos clientes:

— O pessoal entendeu como piada, mas era verdade. As pessoas alugam para passar o domingo no shopping, quando vão sair com alguém ou vão para a balada. Eles tiram muitas fotos, nesses locais e na academia, principalmente em frente ao espelho e sem a capinha, para mostrarem que realmente é um iPhone, e postam nas redes sociais — explica Marco.

Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI

Anúncio de aluguel de iPhone ficou popular na internet Foto: Reprodução da internet
Ele tem três aparelhos do modelo 5, na cor prata, apenas para alugar:

— A procura é maior por ele, porque a cor preta pode ser confundida com aparelhos de outras marcas. Passei a alugar por R$ 100, e o cliente fica com o iPhone por 24 horas. Eles pagam metade na hora que pegam o aparelho e a outra metade na devolução.

Em alguns eventos, como shows sertanejos, a procura é tão grande que ele aluga até mesmo o seu próprio iPhone, do modelo 5s dourado, com uma diária mais cara: R$ 170.

— O pessoal é muito vaidoso e quer tirar onda. Funciona como um aluguel de carro, mas é melhor ainda, porque não tem placa diferente nem nada que as pessoas percebam que é um item alugado. Nem sempre as pessoas podem comprar um iPhone, então preferem pagar R$ 100 para terem um dia de luxo e curtirem como se fossem delas. É uma fantasia.
Marco costuma alugar os aparelhos desde maio e tem clientes fixos, como três rapazes e uma jovem. Segundo ele, o retorno financeiro é muito positivo:

— Com o dinheiro que ganhei com isso, vou poder comprar um iPhone 6 quando for lançado no Brasil. A minha família não sabe que faço isso, mas meus amigos sabem e virei alvo de brincadeiras. Eles dizem que sou o “prostituto da tecnologia”. Tem público para tudo. Acho que se resolvesse alugar até cuecas, principalmente aquelas que aparecem a marca em cima da calça, ia ter gente interessada — brinca Marco.

Ele acredita que o sucesso não seria tão grande se apostasse em outras marcas de celulares:
— O iPhone fica mais em evidência, é usado por artistas. Fora isso, os brasileiros adoram imitar os americanos. Muitos não têm condições financeiras de comprar um iPhone e caem nessa tentação do aluguel.

Marco afirma que a maioria dos clientes é jovem, na faixa de 18 a 25 anos de idade:
— Os homens alugam mais do que as mulheres, acham que vão parecer mais descolados.

Anúncio de aluguel de iPhone ficou popular na internet








Extra Online

Foto reprodução Extra Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário