sábado, 13 de setembro de 2014

Ricardo acusa Cássio de abocanhar supersálario e tucano admite receber R$ 52 mil.


 O senador Cássio Cunha Lima, candidato a governador pelo PSDB, admitiu na noite desta quinta-feira (11), durante debate promovido pela TV Clube, em João Pessoa, que recebe um supersalário R$ 52 mil.

A remuneração do parlamentar tucano ultrapassa o teto constitucional brasileiro de R$ 29.462,25, valor pago mensalmente a um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

A confirmação de Cássio veio a público a partir do questionamento feito pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação "A Força do Trabalho", que perguntou se era verdadeira a informação de que o tucano recebia mais que um ministro do STF.

Ao responder ao questionamento, Cássio disse que sim, mas alegou que parte da remuneração que recebe é destinada ao pagamento da pensão de sua ex-esposa. “O senhor (Cássio) não pode pagar pensão com dinheiro do tesouro. O senhor está transgredindo a lei”, observou o socialista. Depois do comentário de Ricardo, Cássio acusou o governador de ser oportunista.


Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI

Cássio rebateu revelando que está separado da ex-primeira dama Silvia Cunha Lima e que ela que recebe sua pensão de ex-governador e revelou ainda que solicitou a Secretaria de Administração do Estado que a pensão fosse destinada a sua ex-esposa e que se há ilegalidade, o governo do estado é conivente.

“Ricardo tem uma característica que é ser oportunista. Quando uma pessoa lhe convém ele elogia, quando não lhe serve mais ele ataca. Eu lamento que se traga para um debate uma questão pessoal”, destacou.

Confira abaixo, o documento datado de janeiro de 2013, em que o senador Cássio faz a solicitação ao Governo do Estado para emitir o valor da pensão de ex-governador para a ex-primeira dama Silvia Cunha Lima.










PB Agora
Foto reprodução internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário