domingo, 31 de agosto de 2014

PT está preparando militantes para atacar Marina Silva nas redes sociais.

 
O PT decidiu reagir ao crescimento de Marina Silva (PSB) nas pesquisas de intenção de votos e estaria mobilizando militantes para atacar a candidata nas redes sociais e tentar brecar sua ascensão.
O comitê de campanha de Dilma Rousseff (PT) se reuniu na última terça-feira, 26 de agosto, após a divulgação da pesquisa Ibope, juntamente com integrantes do segundo escalão do governo federal e decidiu criar uma operação de ataque a Marina nas redes sociais, de acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo.
Entre as ações ordenadas aos militantes, está a obrigação de realizar ao menos um evento político por semana, fora de seus horários de trabalho, para “defender o projeto político” de Dilma.
Boa parte da força de trabalho do PT contra Marina Silva virá dos cargos comissionados que a presidente distribuiu aos aliados. Aproximadamente 100 assessores que trabalham em ministérios e estatais e que são filiados ao próprio PT ou aos partidos da base de apoio, como  PMDB, PP, PR, PSD, PDT, PROS e PC do B atenderam à convocação.

Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI
Um dos participantes da reunião afirmou que “a ordem é trabalhar pela vitória da Dilma, com os assessores se distribuindo em viagens pelos Estados”. Os chefes do comitê de Dilma informaram aos presentes que as despesas dessas viagens serão bancadas pelo caixa do PT.
No dia seguinte à reunião, a própria Dilma Rousseff convocou uma reunião no Palácio da Alvorada, que é a residência oficial do presidente da República, e reuniu os principais conselheiros políticos de seu governo para traçar a estratégia de combate a Marina. Os dados das duas últimas pesquisas, que indicam Marina Silva vitoriosa no segundo turno, ligou o alarme entre os petistas.
Contra-ataque
A ação de Marina nos próximos 35 dias para rebater os ataques vindos do PT já foi definida pelos assessores da ex-senadora. A candidata que substituiu Eduardo Campos, morto no dia 13 de agosto no trágico acidente aéreo em Santos, deverá adotar um discurso mais objetivo e firme contra os adversários.





Gospel Mais com Folha de São Paulo
Foto reprodução Gospel Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário