sábado, 16 de agosto de 2014

Notícias sobre profecia que teria previsto a morte de Eduardo Campos são falsas; Veja o vídeo.

O falecimento do ex-presidenciável Eduardo Campos esta semana foi o assunto mais comentado em todo o Brasil, tanto nos veículos de mídia quanto nas redes sociais. Entre as diversas matérias elogiando a vida e trajetória política de Campos, e o impacto de sua morte no cenário político nacional, surgiram também boatos de que ele teria recebido uma profecia de sua morte durante um culto em uma igreja evangélica.
Como é comum em boatos envolvendo tragédias e envolvendo o meio evangélico, a notícia sobre a suposta profecia da morte do político se espalhou pelas redes sociais e foi publicado em vários sites gospl, infelizmente, sem compromisso com a devida apuração dos fatos.

Informações Falsas

Uma imagem que circulou nas redes sociais mostra Eduardo Campos durante um culto da igreja Assembleia de Deus em Abreu e Lima (PE), recebendo uma oração de uma das fiéis da denominação. O texto que acompanha a foto na maioria das publicações, e sem referências de fontes, diz que a mulher teria confrontado o político com uma profecia de sua morte. O texto afirma que pastores presentes na ocasião teriam relatado que a mulher disse a Campos: “Todo o poder está em minhas mãos, sou o dono do universo… Grande será o cortejo para ti, homem de honra. A tua vida está em minhas mãos, e na esteira do tempo, determinarei os teus dias”.

Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI 
O boato que se espalhou com a publicação da imagem, e foi reproduzido em vários sites gospel, leva à interpretação de que suposta profecia teria sido vista inicialmente como uma referencia a sua vitória presidencial, e reinterpretada após sua morte.
Os boatos, publicados como notícia, da suposta profecia foram acompanhados também de informações falsas a respeito da família de Eduardo Campos, como a de que seu pai, Maximiano Accioly Campos, falecido em 1998, teria sido um presbítero da Assembleia de Deus e que teria recebido uma profecia sobre sua morte em um culto.
Porém, não existe nenhuma informação sobre a ligação de Maximiano Campos com a denominação evangélica e sua biografia, presente no site do instituto fundado para preservar sua obra literária, o descreve como “advogado, editor, escritor e poeta”, sem trazer nenhuma referência ao suposto cargo religioso.

Outra informação falsa que tem sido publicada é a de que a revista Época publicou que Eduardo liderou o conjunto de jovens da igreja por quatro meses, informações que nunca foi veiculada pela revista.

Esclarecimentos sobre a suposta profecia

Kleber Nunes, autor da fotografia que vem sendo veiculada junto ao boato, esclareceu que a foto foi tirada em 2013, durante a comemoração de 10 anos do pastor Roberto José dos Santos como presidente da COMADALPE (Convenção de Ministros da Assembleia de Deus com Sede em Abreu e Lima-PE).
- Postei a foto e não imaginava que iria repercutir tanto. Garanto que não houve nenhuma profecia sobre a presidência nem que isto iria acontecer isso – afirmou o fotógrafo, segundo o GPrime.
O pastor Roberto José dos Santos também falou sobre a circulação do boato, e afirmou que as notícias sobre a profecia não tem nenhuma procedência ou relação com a verdade. Ele desmentiu também as afirmações de que o pai de Eduardo Campos teria sido presbítero da igreja.
- Nestes últimos dias, têm sido veiculadas por meio da internet muitas postagens especulativas sobre uma mensagem de morte que teria sido proferida ao nosso querido ex-governador Eduardo Campos, por ocasião de sua presença em um culto na Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Abreu e Lima. Queremos dizer que NÃO tem procedência tais afirmações, já que em nenhum momento daquela reunião foi ouvido, por qualquer dos presentes, nada que venha corroborar a possibilidade do vaticínio de sua morte. Também NÃO procede a afirmativa de que seu pai era presbítero da igreja – afirmou o pastor, em sua página no Facebook.

- Pelo que percebemos, há pessoas mal intencionadas que ficam fazendo postagens sem nenhum conhecimento dos fatos, e outros que as curtem, comentam e compartilham sem nenhum senso crítico responsável – completou Santos, afirmando que a igreja não sabe de onde partiram tais especulações.
O pastor ressaltou ainda que este é um “momento de serenidade, reflexão e oração pelas famílias enlutadas, que merecem todo o nosso respeito e consideração”, e pediu a todos que não se deixem levar por tais boatos.

Assista a participação Eduardo Campos em um culto da igreja:





Gospel Mais

Foto reprodução Gospel Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário