domingo, 3 de agosto de 2014

Assaltos, arrombamentos e até homicídios fazem parte da rotina dos moradores de cidade da PB.

De cidade tranquila a território da violência.


Município localizado a 47 quilômetros de João Pessoa, Mamanguape fica no Litoral Norte do Estado. Lá, segundo censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), vivem 42.300 pessoas. Para muitos moradores, viver em Mamanguape há cerca de 15 anos significava ter uma vida tranquila em uma cidade do interior, porém essa é uma realidade completamente diferente da que eles vivenciam hoje.

Assaltos, arrombamentos e até homicídios fazem parte da rotina desses moradores que acreditam que a violência hoje por eles vivenciada é reflexo da criminalidade da Região Metropolitana de João Pessoa.

Segundo relatos, foi-se o tempo em que os moradores da cidade de Mamanguape conheciam todos os vizinhos e andavam com tranquilidade a qualquer hora do dia.
De acordo com declarações do motorista Antônio Ferreira, que já teve o carro arrombado e conhece diversas pessoas que já foram vítimas de assaltos, bons mesmo eram os velhos tempos.

Morador do município há 30 anos, ele relata como a mudança aconteceu. “Antes era bom demais. A gente andava muito tranquilo, deixava as portas abertas, deixava o carro na rua, conhecia todo mundo. Hoje não. De uns 10 anos pra cá veio gente de fora e trouxe essa violência”, comentou.

O morador elenca os bairros em que não se pode nem pensar em andar. Seja de dia ou à noite, ele disse que a realidade vivenciada em Mamanguape mudou drasticamente. Segundo ele, em uma rua inclusive tinha que pagar pedágio para poder passar. “Olhe, aqui tem o Gurguri, a rua do Meio e a rua da Areia. Esses são lugares em que eu não ando de jeito nenhum. Faz uns 15 dias mesmo que mataram um menino que cobrava dinheiro para quem quisesse passar na rua. Ele dava facada em qualquer pessoa que passasse sem dar o dinheiro”, afirmou.

Curta o Facebook do São Vicente Agora e fique atualizado com as notícias. Clique AQUI

Os comerciantes também reclamam da insegurança vivenciada em Mamanguape. Eles protegem os estabelecimentos com grades e sistemas de segurança e contam nos dedos o número de vezes que foram assaltados. “Essa loja aqui já foi assaltada umas três vezes nos últimos anos. Mas essa é uma rede de mercado e depósitos. Acho que a rede toda já foi assaltada um bocado, viu?”, relatou Luiz Carlos Nascimento, gerente de um mercado localizado no Centro da cidade.

De acordo com ele, o último assalto do qual o estabelecimento foi alvo foi o mais marcante, tendo em vista que resultou em uma morte. “Um policial amigo nosso nos ajudava quando precisávamos e, nesse dia, o dono estava pegando o dinheiro das lojas. Ele estava com uma maleta com uns R$ 17 mil. Os bandidos e planejaram a ação, que terminou com o policial morto. Foi chocante”, declarou.

O relato feito pelo gerente à reportagem aconteceu durante entrevista no interior do estabelecimento. No local, câmeras de segurança, grades e cadeados fazem a segurança por todos os lados, porém ele afirma: “Não é suficiente”. “Aqui tem policiamento até, a cidade é assistida, mas a violência está demais”, disse.






Jornal da Paraíba
Fotos reprodução  Jornal da Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário