terça-feira, 30 de agosto de 2016

Seridó paraibano: Moradoras contam momentos de terror durante assalto aos correios

 
Blog de Nova Palmeira
Foto reprodução Blog de Nova Palmeira


Duas moradoras contaram como aconteceu o assalto a Agência dos Correios na madrugada desta terça-feira (30), em Nova Palmeira, no Seridó paraibano.

A primeira a relatar o caso, disse como tudo ocorreu. “Eu escutei desde o começo. Quando acordei para ir ao banheiro ouvi um tiro e, em seguida, um barulho de uma moto bem silenciosa e um carro bem distante. Quis acordar meu marido, mas achei melhor não, pois achei que fosse um policial. Só que instantes depois ouvi uma voz gritando: ‘É os ladrão, é os ladrão (sic), ninguém abra as portas’. Logo depois foi só tiroteio nas ruas Aprígio Clementino e Francisco Bezerra de Medeiros (rua dos Correios), que foram as mais atingidas. Os estilhaços de balas caíam sobre o telhado da minha casa. A residência do meu vizinho ficou com um rombo grande causado por uma projétil. Foi um verdadeiro terror que não quero mais passar. Eu me achava uma refém dentro de minha própria casa, mesmo não estando em poder dos assaltantes”.

Já a segunda a falar sobre o assunto, também contou o fato detalhadamente. “Primeiramente escutei vozes de pessoas e achei que não fosse nada demais. Meu marido estava na sala assistindo TV, pois tinha perdido o sono, quando começou o terror. Depois de vários tiros em sequência, o tiroteio diminuiu. Foi quando achei que tivesse parado, abri a porta e um deles aponta a arma pra mim, dizendo ‘Dona, dona!!! Entra, entra!!!’, bem bravo. ‘Somos bandidos, estamos em assalto, entra, entra!!!’ Nisso, empurro o portão e me tranco no quarto, chorando aos prantos, com medo deles invadirem minha casa, pois tinha deixado o portão apenas escorado. Depois que me viram, aí foi que os tiros começaram ainda com mais intensidade, que estrondava, sempre com um falando para não sair de suas casas. Foi uma cena horrível!! A delegacia foi cercada, assim como as entradas das ruas. Nova Palmeira nunca vai mais esquecer este dia”, contou.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768





Continuar lendo...

Colega de trabalho na Globo seria pivô de separação entre William Bonner e Fátima Bernardes

bonner fatima2 Pivô de separação entre William Bonner e Fátima Bernardes seria colega da Globo 
Na Telinha
Foto reprodução Na Telinha


O anúncio da separação de Fátima Bernardes e William Bonner caiu como uma bomba para o público, mas nos bastidores já se sabia que isso era só uma questão de tempo.

Muuuuuuita gente na Globo sabia que a situação do (ex) casal estava insustentável. Em março deste ano, este blog publicou que a produção da apresentadora estava preocupada, pois ela ficou doente após uma briga com o marido e ficou uns dias sem fazer o programa.

Em 2012, já havia sinais de desgaste, conforme dito aqui, mas isso era assunto proibido na Globo e sempre negado pelo (ex) casal. Pouco antes de deixar o Jornal Nacional, Fátima foi à sala de um dos diretores para dizer que não aguentava mais fazer o telejornal ao lado de seu tenso marido...

Desde que começaram os rumores da crise, têm surgido comentários de que o pivô de tudo seria uma colega que trabalha na mesma emissora dos dois.

A proximidade de Bonner com essa mulher, que nem fica perto dele fisicamente (na hora do trabalho), serviu para acirrar mais ainda a desconfiança de Fátima. Não é de hoje que comentam isso nos corredores da Globo.

Outro motivo das brigas constantes do casal foi o alto faturamento de Fátima Bernardes, que passou a ganhar beeeeeem mais que Bonner (mais que o triplo) depois que saiu do jornalismo e foi para o comando do Encontro.

Além do salário ser maior, ela ganha também com publicidade. Isso deixou o Tio Sukita bastante incomodado.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768




Continuar lendo...

Apagão deixa quase 500 mil paraibanos sem energia elétrica

Resultado de imagem para Apagão deixa quase 500 mil paraibanos sem energia elétrica
Paraíba
Foto ilustrativa da internet 


Várias cidades entre as regiões do Agreste e Sertão do estado da Paraíba ficaram sem energia elétrica no fim da manhã e início da tarde desta terça (30). O problema foi confirmado pela concessionária responsável pelo abastecimento de energia do estado, através de uma nota. A Energisa Borborema detectou a interrupção nas subestações que atendem a região Oeste e parte do Centro do Estado.

Por conta do problema, a Energisa informou que 468 mil clientes foram atingidos, deixando casas, empresas, fábricas sem abastecimento durante este intervalo de tempo. Entretanto, em algumas cidades, como Campina Grande, a falta de energia ocorreu apenas em algumas partes. A empresa não tem o número exato de cidades que foram afetadas.

Segundo a empresa, o problema teria origem na linha de transmissão da Chesf que faz a interligação entre as regiões Norte e Nordeste do Brasil.

A partir das 13h13, com o restabelecimento do fornecimento pela Chesf, a Energisa voltou, gradativamente, a abastecer as regiões afetadas concluindo o trabalho às 13h50, segundo a nota.

A empresa destacou ainda que aguarda um posicionamento do Operador Nacional do Sistema (ONS) sobre as causas da interrupção no fornecimento.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768






Continuar lendo...

Operadoras de telefonia móvel na PB serão acionadas na justiça pelo Procon

Click PB
Foto reprodução Click PB


Órgão está convocando os consumidores para oficializar reclamações relacionadas à falta de segurança do serviço.

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) vai entrar com uma Ação Civil Pública contra a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as operadoras de telefonia junto ao Ministério Público Federal (MPF) requerendo um maior disciplinamento da venda e cadastro dos chips para celular pré-pago, na próxima semana. Para tanto, o órgão está convocando os consumidores para oficializar reclamações relacionadas à falta de segurança do serviço.

De acordo com o secretário do Procon-JP, Marcos Santos, essas reclamações de consumidores vítimas de fraude através do celular pré-pago servirão para subsidiar a Ação Civil Pública.

Atualmente, a comercialização dos chips pré-pagos é realizada indiscriminadamente em postos de revenda em vários pontos, inclusive no meio da rua e em shoppings populares, não requerendo nenhuma documentação que comprove que quem está comprando é a pessoa que vai utilizar o produto. Para cadastrar o chip na operadora de telefonia móvel, uma gravação pede o número do CPF, sem que haja comprovação de que o documento que está sendo cadastrado pertence ao titular do aparelho.

Crimes – O secretário do Procon-JP, Marcos Santos, alerta que esse tipo de facilidade atrai criminosos. “Na hora da compra não se pede documento e nem se fornece nota fiscal que comprove a venda. Para cadastrar junto à operadora, uma gravação pede o número do CPF sem que haja comprovação de titularidade. Qualquer pessoa mal intencionada pode usar o CPF de terceiros para praticar algum tipo de crime”.

O titular do Procon-JP salienta que já foi vítima dessa facilidade. “Uma pessoa que teve acesso ao meu CPF cadastrou um chip pré-pago e passou a mandar mensagens para outras pessoas como se fosse eu, causando problemas para mim e para terceiros. Já sabemos que outros consumidores também foram vítimas dessa falta de cuidado na comercialização e cadastro dos chips pré-pagos”.

Difícil de investigar – Para Marcos Santos, a venda indiscriminada de chips pré-pagos coloca em risco a segurança do cidadão consumidor: “Fica até difícil de investigar porque não há documentação nenhuma que comprove o mau uso do produto. Para conseguir informações junto às operadoras também é uma grande dificuldade”.

O secretário explica que é preciso disciplinar a venda e cadastro de chips pré-pagos e que a Anatel e as operadoras devem procurar formas de melhorar essa distribuição encontrando meios para resguardar o consumidor. “Nós vamos requerer que seja suspensa a venda indiscriminada de chips pré-pagos e que haja algum dispositivo que evite fraudes que prejudiquem pessoas idôneas”.

Ele acrescenta que a convocação do consumidor para vir ao Procon-JP tem o objetivo de juntar provas e demonstrar a fragilidade do sistema ora empregado. “Nossa proposta é que todo tipo de cadastro para qualquer tipo de chip só seja realizado em lojas credenciadas pelas empresas e com a exigência de documentação que comprove a titularidade do consumidor para o uso do produto e do serviço”.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768





Continuar lendo...

Bancários convocam assembleia e podem deflagrar greve na PB

 Resultado de imagem para Bancários convocam assembleia e podem deflagrar greve na PB
Paraíba Online
Foto ilustrativa da internet


Seguindo a orientação do Comando Nacional, o Sindicato dos Bancários da Paraíba convocou os bancários de sua base para participarem de uma Assembleia Geral Extraordinária, nesta quinta-feira, 1º de setembro, às 19h, na Sede da Entidade (Av. Beira Rio, 3.100 – Tambauzinho).

Em pauta, a avaliação da proposta da Fenaban e deliberação pela aceitação ou rejeição da mesma. Em caso de rejeição, a orientação é aprovar a deflagração da greve por tempo indeterminado, a partir da zero hora desta terça-feira, 6 de setembro.

Mais uma vez a Federação Nacional dos Bancos se nega a oferecer uma proposta decente, que valorize os bancários. Após quatro rodadas de negociação com o Comando Nacional dos Bancários, a Fenaban propôs reajuste de 6,5% no salário, na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil.

A proposta da Fenaban não cobre, sequer, a inflação do período, projetada em 9,57% para agosto deste ano e representa perdas de 2,8% para o bolso de cada bancário. Além de rebaixada, a proposta não contempla emprego, saúde, segurança, igualdade de oportunidades e demais reivindicações da categoria.

O Comando Nacional dos Bancários aprovou um calendário de lutas e orienta as Federações e Sindicatos a convocar assembleias de avaliação da proposta para o dia 1º de setembro, e caso seja rejeitada, indicativo de greve a partir do dia 6, com assembleia organizativa no dia 5 de setembro.

“Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Marcelo Alves, que é membro do Comando Nacional dos Bancários, a proposta de reajuste é muito ruim. “Além de reduzir salários, a proposta ressuscita o artifício do abono salarial, que é um retrocesso. A orientação é rejeitar a proposta rebaixada e deflagrar a greve. Queremos a reposição da inflação e ganho real, um modelo consagrado há mais de doze anos de negociações, porque os lucros dos bancos são suficientes para o atendimento às nossas reivindicações. Mas, ante a falta de seriedade e a mesquinhez dos banqueiros, chegou a hora de cada bancária e cada bancário mostrar a sua disposição para a luta. Afinal, só a luta garante!”, concluiu.

Os eixos centrais da campanha são: reposição da inflação do período mais 5% de aumento real, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90, combate às metas abusivas, ao assédio moral e sexual, fim da terceirização, mais segurança, melhores condições de trabalho.

A defesa do emprego também é prioridade na Campanha Nacional, assim como a proteção das empresas públicas e dos direitos da classe trabalhadora.

O lucro dos cinco maiores bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa) no primeiro semestre de 2016 chegou a R$ 29,7 bilhões, mas houve corte de 7.897 postos de trabalho nos primeiros sete meses do ano. Entre 2012 e 2015, mais de 34 mil empregos foram reduzidos pelos banqueiros.

Veja mais notícias no www.saovicenteagora.com.br curta o Facebook AQUI siga o Twitter AQUI o canal do You Tube AQUI do São Vicente Agora e fique atualizado com as principais notícias do dia. Você também pode enviar informações para a redação através do WhatsApp (83) 9 9347- 4768




Continuar lendo...